Um bom descanso garante melhor qualidade de vida, o uso de Cpap, pressão positiva contínua nas vias aéreas, na sigla em inglês, com a máscara cpap adequada pode te ajudar a desfrutar de uma boa noite de sono.

Os aparelhos são indicados, principalmente, para o tratamento da apneia do sono, um distúrbio que se manifesta de três formas:

1. A apneia obstrutiva, que bloqueia totalmente a passagem do ar, causando o despertar.

2. A hipopneia, que obstrui parcialmente as vias aéreas, acarretando no micro despertar. É um dos tipos mais comuns, embora o diagnóstico seja mais difícil, pois a pessoa pode não perceber que micro desperta pela noite, apenas percebendo os efeitos da noite mal dormida durante o dia a dia.

Normalmente, quem tem apneia obstrutiva, também tem hipopneia.

3. E a apneia central, que não depende do fluxo do ar, por se tratar de um falha do sistema nervoso central. O cérebro não envia o comando para o corpo respirar, levando ao despertar. É um tipo mais raro da doença, tratado com o uso do Bipap Servo Ventilador.

O sono é interrompido graças a hipóxia, falta de oxigênio no sangue e nos tecidos do corpo.

Que causa problemas no funcionamento do organismo.

Quando a pessoa acorda, muitas vezes com uma sensação de sufocamento, torna a respirar e, portanto, o oxigênio volta a circular.

O Cpap entra nesse processo para desobstruir as vias aéreas, auxiliando na respiração e contribuindo para que o repouso adequado aconteça.

No tratamento com Cpap, a máscara importa?

Algumas coisas podem facilitar na adesão ao tratamento.

A máscara é considerada como o principal acessório para facilitar a adaptação à terapia.

Normalmente você pode adquirir os equipamentos Cpap e Bipap comprando ou alugando.

No caso das máscaras somente a compra é possível. O uso é pessoal e intransferível, por questões de higiene e adaptação.

Elas se encontram dentro das seguintes categorias:

Nasal: cobre o nariz

[caption id="attachment_462" align="aligncenter" width="525"]Máscara cpap nasal ConfortGel Blue da Philips Respironics Máscara cpap nasal ConfortGel Blue da Philips Respironics[/caption]

Almofada nasal: fica apoiada nas narinas

[caption id="attachment_464" align="aligncenter" width="525"]Máscara cpap com almofadas nasais AirFit P10 da ResMed Máscara cpap com almofadas nasais AirFit P10 da ResMed[/caption]

Oronasal: cobre o nariz e boca

[caption id="attachment_465" align="aligncenter" width="530"]Máscara cpap oronasal AirFit F20 da ResMed Máscara cpap oronasal AirFit F20 da ResMed[/caption]

Facial total: cobre todo o rosto

[caption id="attachment_463" align="aligncenter" width="541"]Máscara cpap full face FitLife da Philips Respironics Máscara cpap full face FitLife da Philips Respironics[/caption]

Entenda melhor sobre os diferentes modelos com o vídeo abaixo

[playlist type="video" tracklist="false" ids="454"]

Qual a máscara cpap ideal?

Alie a eficácia e o conforto, para facilitar a adesão ao tratamento.

Primeiro converse com seu médico, para saber suas necessidades específicas e determinar o rumo que deve tomar na hora da seleção.

A escolha deve ser feita de acordo com alguns fatores. O principal deles é a maneira como a pessoa respira.

A respiração ocorre pelo nariz ou boca?

É importante ressaltar que o ronco não indica a respiração pela boca. O ronco pode ser mais um dos sintomas provocados pela hipopneia.

Observe sua respiração ao longo do dia, caso se distrai, peça para alguém prestar atenção ao conversar com você.

Caso sua respiração aconteça pelo nariz, os modelos nasais ou com almofadas nasais podem ser a escolha ideal.

No caso da respiração bucal, o ideal são os tipos oronasais, que envolvem nariz a boca, para resultados mais assertivos.

Se porventura durante o dia o processo ocorre pelo nariz, mas durante o sono a boca se abre permitindo um escape de ar, o ideal é a utilização de uma cinta de queixo, para manter a boca fechada.

Abrir a boca durante o sono pode acontecer por dois motivos, a pessoa é acostumada a dormir de boca aberta ou pode estar com o nariz congestionado.

Aliando o uso do umidificador, utilizado para repor a umidificação necessária na respiração.

O ressecamento das vias aéreas será evitado, impedindo o surgimento de coriza e congestão.

As máscaras cpap total face são indicadas, geralmente, para pessoas que possuam deformações na face.

E também para pacientes em regime hospitalar, quase sempre desacordados.

Vale ressaltar que manter os olhos abertos durante o uso das máscaras faciais totais, pode acarretar problemas nas glândulas lacrimais.

A pressão pode ocasionar o ressecamento das glândulas, que precisarão ser retiradas.

No caso de indivíduos que sofram de claustrofobia, a máscara deve ser de mínimo contato, sem obstrução no campo de visão.

Crianças utilizam modelos comuns de máscara cpap

Há para crianças modelos pediátricos, adaptados para proporcionar maior conforto e capacidade de movimentação durante o sono.

Um exemplo é a Wisp “Girafinha”, uma adaptação da máscara nasal Wisp, da Philips.

Sua estampa foi escolhida para tornar o produto mais amigável aos olhos dos pequenos.

Trazer um lado mais lúdico favorece a aceitação da terapia.

Para facilitar o tratamento infantil, tanto os arnês, quanto as almofadas precisam ser confeccionados de modo a se moldarem mais facilmente a estrutura facial das crianças.

[caption id="attachment_476" align="aligncenter" width="1169"]Máscara cpap nasal Wisp Pediátrica - Girafinha Máscara cpap nasal Wisp Pediátrica - Girafinha[/caption]

Como fazer o ajuste correto da máscara para Cpap?

Primeiro deve se escolher o tamanho adequado da almofada, para que não fique apertado ou folgado demais.

A máscara precisa estar acomodada confortavelmente, de modo que a vedação esteja correta.

Normalmente é  eleito um tamanho entre as opções: P (pequeno), M (médio) e L (largo).

Não se deve pensar que mulheres utilizam tamanhos menores e homens maiores, o gênero é indiferente, na verdade varia de acordo com as medidas do rosto de cada indivíduo.

Tanto que uma pessoa pode se adaptar com tamanhos diferentes de máscara, portanto na maioria das vezes só realizando a prova é possível ter certeza do tamanho correto.

O ajuste correto evita fugas de ar que prejudicam o tratamento, embora exista uma fuga normal, que ocorre pela válvula exalatória.

A obstrução dessa válvula impede a saída do ar do interior da máscara na hora da expiração.

Esse bloqueio fará que ocorra a asfixia, ou um vazamento de ar por diferentes lugares da máscara.

Nos dois casos a pessoa acordará, interrompendo o tratamento e o tornando sua execução incorreta.

Aqui seria interessante incluir uma ilustração, ou um vídeo, mostrando a fuga normal e como ela ocorre se a máscara for ajustada de maneira incorreta.

Cada máscara tem um processo de ajuste diferente, não menospreze os manuais dos produtos, eles contém informações que podem facilitar no entendimento da regulagem.

Uma dica que facilita é, após ler o manual e ver vídeos que expliquem o processo, tente executá-lo em frente a um espelho.

Tendo um campo de visão maior, fica mais fácil encontrar os pontos da armação que precisam ser acertados.


Confira um exemplo de como colocar e realizar o ajuste da máscara de cpap

[playlist type="video" tracklist="false" ids="456"]

É claro que cada máscara possui especificações diferentes, mudando o modo de ajuste.

Acordo sem a máscara para cpap, o que fazer?

Se o ajuste da máscara não foi feito corretamente ela pode se soltar durante a noite.

É comum, também, que no período de adaptação o organismo entender a máscara como um corpo estranho, graças a isso, muitas vezes a pessoa retira a máscara durante o sono sem perceber.

Para induzir o corpo a se acostumar com o dispositivo, ele deve ser utilizado durante o dia.

Siga os seguintes passos:

  • Coloque a máscara com calma e faça todos os ajustes necessários para garantir o conforto.
  • Escolha atividades simples, como ler, ou assistir televisão.
  • Utilize o aparelho Cpap com a máscara enquanto faz alguma dessas atividades.

Assim, o cérebro vai passar a ver o equipamento como algo comum e vai parar de induzir o corpo a retirá-lo enquanto dorme.

É possível ter alergias provocadas pelo material da máscara de cpap?

As máscaras são confeccionadas com partes de tecido e silicone.

Normalmente os arnês, que fixam o equipamento na cabeça, são de um tecido flexível, já as almofadas são de silicone, facilitando na acomodação em torno do crânio e do rosto.

Alergias devido ao material raramente acontecem.

É comum que pessoas com a epiderme mais fina e pele mais clara fiquem com a face avermelhada mais facilmente.

O que pode ocorrer são micro lesões devido à irritação que a pele sofre por ação da pressão exercida pela máscara, também aparecem marcas vermelhas passageiras graças a pressão.

A primeira ação para evitar esses contratempos, é verificar se o ajuste da máscara está sendo feito de forma adequada.

Tente regular evitando fugas, mas com a mínima pressão possível.

Outra opção é aplicar uma fina camada de vaselina no rosto, para diminuir a aderência e minimizar as ações do atrito.

Caso as irritações continuem, uma alternativa é realizar a troca da máscara para um modelo com Pillows (almofadas nasais).

Em virtude do modo como se apoiam no rosto, o contato é menor e em consequência, a pressão exercida também. São raros os casos de irritação com o uso desse exemplar.

Lembrando, é claro, que ele deve ser utilizado por pessoas que respiram apenas pelo nariz, sem o auxílio da boca.

Se a pessoa transpira muito o ideal é que o suporte da máscara seja de tecido, graças ao desgaste da máscara.

Um dos modelos com menor contato é a máscara nasal DreamWear da Philips.

O exemplar foi projetado de modo a eliminar o desconforto dos Pillows.

Agregando tecnologias das máscaras nasais e com almofadas nasais para proporcionar a vedação correta, com mínima pressão sobre o rosto.


Conheça um pouco mais sobre a DreamWear

[playlist type="video" tracklist="false" ids="458"]

Manutenção e troca da sua máscara cpap

O tempo de desgaste, que indica a necessidade da troca da máscara, varia muito.

É indicada que a troca seja feita periodicamente. O suporte deve ser substituído anualmente, enquanto as partes de silicone necessitam ser trocadas semestralmente.

O desgaste pode ser retardado ou acelerado, de acordo com a maneira como é feita manutenção.

É imprescindível realizar a higienização correta para manter o bom estado de conservação do seu equipamento. Desmonte a máscara com cuidado antes de realizar a limpeza.

O arnês não pode ser lavado, pois ao esfregar o material é danificado. Fazendo com que o velcro não prenda corretamente, fique solto, impedindo o ajuste do aparelho.

Para realizar a limpeza deve ser passado levemente uma esponja, optando sempre pela parte macia (o lado amarelo da esponja).

Outro modo é deixar o arnês de molho, durante um período de quinze a vinte minutos.

Torcer levemente, para retirar o excesso de água, e aguardar secar naturalmente.

Já as partes de silicone devem ser lavadas diariamente, com água e detergente neutro, pode ser o de cozinha.

É interessante desinfetar a máscara uma vez por mês, para isso, misture uma parte de vinagre branco e quatro partes de água morna.

Deixa a máscara de molho na solução durante aproximadamente trinta minutos, depois é só realizar o enxágue em água corrente e por a máscara para secar.


Confira um exemplo de como realizar a montagem e desmontagem das máscaras para cpap

[playlist type="video" tracklist="false" ids="457"]

São utilizadas máscaras para o Concentrador de Oxigênio?

As máscaras são utilizadas para os tratamentos com uso de aparelhos Cpap e Bipap.

Para a oxigenoterapia, com concentradores de oxigênio ou cilindros, são utilizadas cânulas nasais, acompanhadas de extensores.

 

Encontre mais vídeos sobre ajuste e montagem das máscaras em nosso canal no YouTube!

Pronto para adquirir sua máscara? Confira nossas incríveis condições de compra no site!