Então, já é sabido que a obesidade e a apneia do sono, têm grande correlação, mas por quê falar da cirurgia bariátrica e CPAP ? Sabe-se que as noites mal dormidas geram grande dificuldade no controle do apetite. Isto pode ocorrer seja pela alteração na produção de grelina ou pelo aumento do apetite devido a necessidade de se manter acordado. A falta de disposição para realizar atividades físicas prejudica na perda de peso.

Pré - operatório

Antecipadamente, o indivíduo obeso tem pré-disposição a ter apneia do sono devido ao acúmulo de gordura na região do pescoço. Então, sabe-se hoje que o uso do CPAP no pré-operatório de cirurgia bariátrica, pode reduzir as comorbidades evitando complicações no pós-operatório. O uso do CPAP põe sob controle por exemplo, problemas como Hipertensão resistente, dentre outros. Além disso ajuda o paciente a enfrentar a cirurgia com mais ânimo e disposição para o pós-operatório.

Pós-operatório

Antes de mais nada, é importante reforçar que o CPAP não causa risco de romper as suturas cirúrgicas no pós-operatório. Então, muitos cirurgiões ficavam receosos do uso do CPAP no pós-operatório de cirurgias bariátricas, mas muitos estudos comprovaram a segurança e os benefícios do uso do mesmo. No pós-operatório imediato ainda sob algum refeito de anestésico, que pode ficar impregnado no tecido adiposo, o grau de apneia pode se acentuar e causar problemas, como o aumento do retorno venoso.

Conclusão

Concluindo, o uso do CPAP que é considerado padrão ouro no tratamento da apneia do sono, também se mostra eficaz quando usado no pré e pós-operatório de gastroplastia. Isso vem a reforçar os benefícios e segurança do tratamento.

Consulte um de nossos especialistas: VITALGAS