A ansiedade é uma preocupação excessiva. Pessoas ansiosas possuem muita dificuldade em manter a calma diante de alguma situação. Seja pela expectativa de algo ou por medo, quem é ansioso fica apreensivo com tudo.

É normal ficar agitado ou aflito com algo, assim como também é natural sentir medo. Mas, o que causa ansiedade é o excesso e a anormalidade nestas preocupações.

E não só isso: quando você fica pensativo por muito tempo, seu o cotidiano é prejudicado. Este é o maior sinal de que você sofre de ansiedade.

Você sabia que isso prejudica o seu sono? Como você vai descansar plenamente se está preocupado e estressado com alguma situação?

Entenda melhor essa relação logo abaixo.

A ansiedade tem uma influência muito grande no sono de uma pessoa. É um caminho que vai e volta. Ou seja, pode acontecer de alguém não conseguir dormir porque está ansioso, assim como a privação de sono gera ansiedade em alguém que aparentemente não tem nenhum problema.

Como isso acontece?

O sono é muito importante para os processos de restauração das funções do organismo. Quando alguém não dorme corretamente, então não há uma recuperação celular adequada.

Assim, surgem dificuldades sociais, somáticas, psicológicas ou cognitivas. A longo prazo, o problema fica ainda maior.

Um dos principais efeitos comportamentais vistos em pessoas que não dormem corretamente é o estado de ansiedade.

Pesquisadores concluíram que a ansiedade causa privação do sono, assim como o fato de dormir incorretamente gera uma inquietação excessiva, além de perdas de memória e problemas de concentração.

Quais os principais sintomas de ansiedade?

  • Nervosismo persistente;
  • Tremores;
  • Tensão muscular;
  • Transpiração;
  • Sensação de vazio na cabeça;
  • Palpitações;
  • Tontura;
  • Desconforto abdominal;
  • Medos de que algo ruim vai acontecer;
  • Angústia.

Como equilibrar meu sono e controlar a ansiedade?

A primeira dica é adotar hábitos corretos para que a arquitetura do seu sono fique saudável. Ou seja, mude a alimentação, pratique exercícios físicos e estabeleça uma rotina para ir se deitar.

Outra sugestão importante é realizar exercícios de relaxamento, pois eles podem reduzir a ansiedade.

Além disso, participar de algum grupo de apoio e visitar locais que tragam paz podem ajudar. Evite também a ingestão de substâncias com cafeína, álcool e nicotina.

Porém, se os sintomas não melhorarem, a melhor opção é consultar um especialista.

Como está o seu sono? Você tem dormido bem? Sofre com preocupação em excesso? Conte para nós e continue acompanhando nosso blog.